Poesia Uivante.

- Bem vindo. (Welcome) ©OPYRIGHT Todos os textos publicados neste blog (incluindo os não-assinados, os assinados com o nome do autor. ) estão registrados em nome de ©Marcos Mancini . ______________________________ Marcos Mancini

Criar seu atalho

http://marcosgmancini.wix.com/poesiauivante

Confira minha obra publicada no Clube de Autores em

Há 4 semanas

Such beautiful memories (T_T)

(Fonte: goodmorningcrono)

Há 4 semanas - 37

Minha pequena infinitude.

Sei talvez eu não tenha te dito isso,

Dessa forma, talvez haja entre nós

Algo sem explicação, com uma só razão,

-

Uma força graciosa, 

uma forma luminosa,

Só te falta enxergar, aceitar, sentir…

Desculpe se errei

Se demais me enciumei

Mas jamais te magoarei,

Desculpa se não consigo te esquecer e desistir.

E se não consigo passar um dia sem te dizer que está linda,

-

Mas não aceitarei o segundo lugar na sua vida, nem outro menos que o primeiro, pois te prometo que não estará sozinha…

Mesmo que um dia não se lembre de mim, mesmo distante…

Espero que se lembre das minhas palavras do jeito que eu cuidaria de você quando as coisas estiverem difíceis e que estarei presente mesmo que só em sua mente e seu coração,

Mas jamais só, e deixando estar em seu abraço, por que te amo!

Isso pra mim também é o suficiente,

-

Em um momento

Mágico, em um instante que te olho

Que você sorri…

Que me deixa forte e vivo

E bem, feliz…

Mesmo distante,

mesmo que sonhando,

mesmo que chova,

mesmo que o mundo se rompa

e colapse e acabe por um instante;

-

Pois por você acordo de madrugada e vou onde você estiver se me pedir.

Se me permitir ir…

-

” Só preciso que saiba, que eu te entendo, te ouço, te sinto.

Então esta é a minha vida…

Sou feliz e triste ao mesmo tempo

e não sei como entender isso…”

-

 E eu ser eu mesmo e você mesma, únicos.

Porém depois que você entrou em minha vida, não sou mais o mesmo.

Sou melhor ainda, do que posso ser.

Por valor, por caráter, por postura, por visão de passado, de presente e futuro.

Por amores e dores.

Responsabilidade, compromisso, hoje, amanhã.

Ser melhor do que posso ser.

Quando você sorrir.

-

Eu encontro você e só você é o meu caminho de encontro, pois você é o meu tipo de esperança toda manha…

 -

Quando eu lhe disse ‘’Eu te amo!’’, foi pura verdade.

Você não está sozinha!

Você está comigo nessa?

Pois essa noite nós somos infinitos… ’’

 -

Love always,

              Marcos Mancini

-

brunavieira:

Só a arte salva nossa alma da solidão. Canta, escreve, toca, pinta, mas não deixa de transformar o que dói em algo bonito. Meu conselho pra vida toda.

(Fonte: wallflowermovie)

(Fonte: wallflowermovie)

Louco coração perdido.

Vai coração perdido.

Vai coração louco

Enfrente sua tristeza

Enfrente sua hiper alegria

Enfrente ou aceite sua natureza

-

Tristeza fantasiosa?

Loucura destrutiva

Tristeza caótica

Hiper alegria nada silenciosa

Tristeza duvidosa

-

Enfatizando uma nova questão

Quando lhe perguntam se estais bem?

Uma nova concepção transborde na medida

Da loucura permitida…

-

Enfrente seu caos cósmico

Seu amor em chamas

Correntes de ouro que prendem as asas

-

Enfrente o palhaço artista e triste

Enfrente sua escrita…

Enfrente a si o louco vagabundo iluminado

Encare o mundo, sinta a música,

Bêbada e perdida na solidão do superego hiperativo.

-

Já conheci homens perdidos por amor e fé, por dinheiro

Tempo, erros, arrependimento, se afundaram e se foram

E em noites boêmias me encontraram, bebemos durante a noite toda

E conversamos, sobre a vida, sobre a loucura, sobre a liberdade.

Homens de corações quebrados onde você via em seus olhos

Que o ouro não pode comprar aquilo que se machucaram.

-

E mulheres, tantas, e tantas outras pessoas com esses problemas

Também que devia ser apenas coisa de lunáticos, mas parece

Que somos todos… Perdidos e confusos, talvez com medo…

Mas ainda é um dom ser um louco de mente boa, tão paradoxal.

Ou simplesmente vivendo, buscando não perder o que ainda

Resta-nos, por ser quem somos ou por ser o que fazemos.

-

O que eu quero da vida?

O que eu quero pra mim?

O que você quer?

-

(Paz á aqueles que amo e viver livre… Fazer o que amo fazer e o que vim pra fazer…)

Como voar?

E tal viagem dessas sonhada peregrinação literária e as respostas?

Porque o mar e a luz do sol vêm em minha mente?

-

Uísque deixado na areia, máquina de escrever sozinha,

O vento na alma, a visão do horizonte…

Há tanto para descobrir, os, ‘’homem-nada’’ eles são os

vazios mais completos, os confusos e loucos

Talvez mais sãos, A felicidade existe e a paz também.

Tê-las todo dia já é outra história…

-

‘’ Não sei o que há de errado comigo.

Faço coisas que a sociedade normal diz ser absurda

Não gosto de seguir regras

E penso de maneira distorcida.

Não quero me consumir como uma chama

E me arrastei á tudo e tudo eu enfrentei;

Assim como tenho feito

Toda a minha vida…

-

Indo atrás de pessoas que me interessam

Que a vida nos faz conhecer.

Os únicos que me interessam são os loucos

Os que estão loucos para viver

Loucos para falar e que querem tudo ao mesmo tempo.

Não se queixam não falam coisas óbvias, mas queimam…

Queimam como fogos de artifícios a meia noite. ‘’

-

Marcos Mancini

Humanidade.

-

E tem sido dias fatídicos em minha escrita.

Odeio sentir esse bloqueio por dentro.

Essa falta de inspiração…

Uma de minhas maiores tristezas seria a poesia sair   

E se ir, partir de mim

É como um mar frio e escuro sem fim.

Pois sinceramente

-

A graça

A beleza

A sintonia

A natureza

-

Que a poesia nos conduz parece ser tão

Íntegra

Eterna

Imortal

Verdadeira

Paradoxal

-

Por ser algo tão próximo da humanidade

E ao mesmo tempo afastar-me dessa raça louca

Desvairada de modelos,

Dilemas,

Regras,

Lições

Morais e leis

Capitais e limitações

Fracas e frias e pobres.

-

Mas justamente por tal fato.

Quem sou eu para questionar e entristecer minha

Pequena existência com dias fatídicos que não posso escrever quando vejo como o mundo está seguindo adiante.

-

Como enxergar a dignidade com tanta mortalidade?

Como dar um passo á frente em direção a esperança?

Isso sim é fatídico 

Espectral e não é nada especial.

Isso sim é trágico

E de uma maneira não romântica.

-

Queria ver se Bukowski estivesse vivo para escrever

Sobre os fatos dos últimos 10 anos.

Como ele dizia desejar ver o mundo em meados de 2010.

Queria ver Bukowski viver e enlouquecer nesse tempo.

-

Os flashes que passam em minha mente.

O nojo que os best-sellers são hoje em dia

Assim como a mídia musical,

Assim como a cultura em geral…

O maldito comércio

O Glorioso ato hollywoodiano infernal.

-

E ao menos ele queimaria cinqüenta tons de cinza

E beberia

E escreveria

Juntamente com a Sasha Grey,

E outras coisas mais…

E ele veria homens bons entre tigres e tubarões

Não pela força nem pela Inteligência

Mas pelo espírito, pelo perigo poético

Pela natureza dessa poesia franca

-

E o que será que diria de todos os outros

Renomados nomes atuais?

As livrarias e bibliotecas do mundo se foram

Junto com Alexandria.

Junto com seu mistério

-

No atual presente vivenciamos

Esse grotesco poder televisivo e digital.

As notícias que somos todos forçados a ver.

Ou chegam á nós de qualquer maneira

Impactante ou não…

Cospem e impõe-se o mundano o consumo

Elas explodem.

-

A mídia é algo tão manipulador

A política corrosiva

A religião sem coração

-

Parece não existir soluções

A libertação de horrores

As quedas de muitos Tabus

Mas não preconceitos, infelizmente…

E se seguem assim todos sem mente.

Todos sem um amanhã.

As guerras do EUA,

As revoluções no Iraque.

As mortes nada lendárias e fálicas,

Sem um tipo de pena

Só fazendo cena…

-

Saddam,

Bin Laden,

Conspirações ou não.

Manipulação

Questionamento eterno

Por quê? Poder pra quê?

-

Atuais conflitos na Síria

Tanta morte

Tanto sangue derramado

Tanta alma inocente.

Sangrenta guerra de nova Ordem mundial…

-

Para que manchar o horizonte?

O olhar de morte

Quem dita o veredicto?

Sagrado solo santo?

-

Povo perdido,

Isolado

Vencido…

Entristecedor,

Deveras manchado amarga dor.

E todo ar puro se esvai

E toda beleza se vai

E o que seremos?

-

Somos todos sujos e hipócritas

Mas somos comparados á Eles?

Somos da mesma raça…

Que sejamos lavados pelo mar da vida

Para aprendermos a nadar e amar

Não existe nenhuma outra plausível razão.

-

A humanidade exagera na sua importância

Na sua bomba, na sua pólvora

Na sua força…

Na sua existência egoísta narcisista

Modelos falhados

Esquecem da origem e de seu fim

-

Do que é lindo

Do que é puro…

O sorriso da criança,

O abraço

-

A arte

A paixão

A liberdade de pensar

E de ser e viver

A amizade

A família

-

O olhar

O som da voz

O eco da tarde

Da infância

Do violão

-

Só isso nos torna uma parte do universo

Pois se esquece o fato que somos tão pequenos

Grãos de areia nessa praia cósmica.

-

Somos poeira de estrelas capazes de ser

Dizimados á qualquer momento.

E ainda existem pessoas, as simples

De bom valor que faz existir de fato

Algum valor em ser uma pessoa.

-

A humanidade esqueceu-se de sua poesia.

De sua irmandade e filosofia.

De sua música e alegria.

Não existe esse ideal utópico de bondade

Não em uma generalizada paz.

-

”huMANidade”,

Está escrita errada mesmo…

Literalmente, pois é assim…

Feita de homens,

Construídos e moldados

Por leis mortais e mundanas,

Tão falhos, errados,

Tão queimados de maldade

E esses que supostamente são os:

-

Ditadores,

Diretores,

Vencedores,

Criadores, reis?

-

A ”humanIDADE” de fato esqueceu sua idade;

Anos perdidos,

Avanços tecnológicos sem sentidos

Consumismo, perda de espírito.

-

Ah se não fosse os homens bons

Desmembrando nossa realidade

Buscando uma sinfonia, um tipo

De perdão e eternidade…

E alcançando uma grandeza particular.

-

A Literatura

A música,

A pintura, o cinema…

A árvore-vida,

-

Da Vinci

Dali

Van Gogh

-

Marx

Darwin

Einstein

Buda

-

Dogon Sirius

Sioux

-

Luther King

James Dean

Senna

-

Machado de Assis

Vinicius de Moraes

Clarice Lispector

Fernando Pessoa

-

Mercury

Chaplin

Hendrix

Charlie Parker

Beethoven

Jimmy Page

Johnny Cash

-

Bukowski

Allen Ginsberg

-

Tantos… Tantas escatológicas

Sabedorias cósmicas além

Da compreensão pequena

Dessa raça limitada primata.

Sem essas personalidades,

Seríamos uma raça falida.

-

Eis no céu

Eis no mar e na terra

No sol e na lua que vos guarda

E nos observa o tempo- espaço

De um cérebro

 Pensante

Pulsante

Um rebelde da evolução,

-

De um coração-alma

Gritante,

 Gemente,

Vivente

-

Crente no sentimento de um ferimento

Regente da própria natureza do caos

Que busca vida no equilíbrio

Da treva escuridão o uivo

A luz da imensidão, o riso.

-

A esperança e fé em si mesmo de viver de si.

O som do piano e do violão

O gosto e o cheiro do fruto caído do pé

-

E do vinho,

E do uísque,

Da cerveja

Da chuva e do café,

Da brisa fraca do vento…

Da esperteza nos cabelos inocentes dela e dos seus,

Nessa estrada

-

Corrente,

Cantante,

Vivente,

Experiente,

Expoente…

-

Pensando, que mundo injusto, mas ainda lindo

Cada parte nossa está nele, só isso é riqueza infinita…

A dança do fogo de vida no amor do amanhecer de si.

-

E o gritar de ansiedade e medo…

E ainda conseguia-se alcançar

O Nirvana

Ou o Deliriums Tremens

 -

E você ainda se pergunta por que os gênios

Enlouquecem?

-

Marcos Mancini

Vacas passando na rua e máquina de lavar quebrada no quintal.

 -

Amor é praia e mar.

Amor são porta aberta e janela secreta.

Amor são varanda e rede e céu e luar.

Amor são estrela e mistério.

Amor é grama limpa, folhas que voam

Amor é louça limpa, roupa lavada.

Amor é café sendo feito, cama desfeita.

Amor é luz de vela,

Amor são vacas passando na rua

Enquanto seu cão observa ao seu lado

E seu pai aparece tirando fotos do momento.

 -

Amor é buscar pão fresquinho.

Amor é ouvir reclamação e ouvir com coração

Amor é passar roupa.

Estender no brilhante sol do amanhecer.

 -

Amor é ir comprar cerveja

E escrever na suavidade do vento

Com a máquina de escrever do tempo.

Amor é uma gota de vinho.

Amor são jazz, blues e rock n roll.

 -

Amor é feeling dos incompreendidos

Amor é arte pura e sinfonia muda

Amor são maresia e ventania.

Amor são pensamentos e planos de felicidade.

Amor são vaga-lumes nas árvores do campo ou postes da cidade.

 -

Amor é o seu cão rasgando seu pano e lhe chamando atenção.

Amor é desenho, pintura da verdade.

Amor é sua sobrinha lhe pedindo para escrever um poema ou história.

Amor são cinema e fotografia e poesia.

‘’ Amor é neblina que se queima com a primeira luz de realidade… ’’

 -

Marcos Mancini

Poesia uivante.

Assisti o Uivo e chorei.

(Lerei O uivo e chorarei mais.

E buscarei mais vida, mais e mais…

Ode ao O moloque que queime em seu tabaco capitalista

Ode Os fregueses e advogados hipócritas que não entendem… )

-

Corri para minha máquina de escrever e escrevi.

Loucamente, apaixonadamente, alucinadamente

Como Allen faria, como Allen fez, Como Allen fará…

Pela eternidade, ecoante da vida que se fez livre.

Oh quem dera eu tivera tal visão de vida…

Oh quem dera eu tivera tal vocábulo sagrado de luz

-

Tão bela e criadora de almas voadoras por tudo, por todo lugar.

Que se passara

E amara

E pintara

-

Com suas palavras de cores

Amores manchados,

Amores quebrados,

-

Mas não desistira…

Encontrara um, tal encontro eterno.

-

Cores essas que brilham,

Cores essas que marcam,

O coração, o espírito.

-

E me queimou,

E me ensinou

E me escreveu

-

Tais palavras flamejantes buscando uma solução

Para o fim do preconceito e de uma diferença genial

Que o qualificara, santo, poeta, homem, de qualquer forma

Estivera nessa estrada beat, pela eternidade, estelar, cósmica

Genuína, poética, intensa, pacífica, louca e caótica.

Mas no fundo de tudo verdadeiramente, puramente, bela, sempre,

Uivante!

-

Marcos Guzzardi Mancini